O fabricante de aviões americano Boeing tirou vantagem hoje ante o rival europeu Airbus graças a uma encomenda da Air China de 45 aviões por um montante de 6,3 bilhões de dólares a preço de catálogo.

A transação foi efetuada no Salão de Farnborough, na periferia de Londres - considerado o mais importante do mundo depois do de Le Bourget, perto de Paris.

A Airbus também assinou um protocolo de acordo com a Alis Aerolinee Italiane, uma nova companhia de transporte de carga italiana para a compra de cinco aviões de longo percurso A330-200F, junto com três opções de compra.

clp-fpo/sd

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.