Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Boeing conclui venda de 45 aeronaves à Air China por US$ 6,55 bilhões

SÃO PAULO - A Boeing anunciou ter fechado a venda de 45 aeronaves à Air China, principal companhia aérea da China. No total, a empresa adquiriu 15 unidades do modelo 777-300ER e 30 do 737-800 NG. A preços de tabela, o negócio pode atingir valor total de US$ 6,55 bilhões.

Valor Online |

Esses são os aviões mais eficientes no uso de combustíveis em suas classes, afirmou o presidente do conselho da Air China, Kong Dong. O 777-300ER será a espinha dorsal de nossa frota de longo curso internacional e o novo 737-800 irá apoiar a expansão de nosso hub (centro de distribuição de vôos) e a estratégia doméstica de nossa companhia, acrescentou.

A companhia, com sede em Pequim, opera vôos domésticos e internacionais de carga e passageiros e foi a única escolhida como parceira dos Jogos Olímpicos de Pequim, que começam no mês que vem.

Nossa longa e produtiva parceria com a Air China remonta ao início da companhia e estamos orgulhosos de fazer parte de seu sucesso, disse o vice-presidente de Vendas para a China e Leste Asiático da Boeing Aviões Comerciais, Rob Laird.

O pedido já havia sido contabilizado pela Boeing em sua carteira, mas sem a identificação do comprador. O anúncio foi feito durante o Airshow de Farnborough (Inglaterra), principal feira aérea do mundo.

(José Sergio Osse | Valor Online)

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG