Nova York, 23 jul (EFE).- A fabricante americana de aviões Boeing anunciou hoje que, no primeiro semestre de 2008, seu lucro líquido cresceu 7% em relação ao mesmo período do ano passado, para US$ 2,063 bilhões (US$ 2,79 por ação).

Já entre abril e junho deste ano, os ganhos da companhia caíram 19% em relação ao mesmo trimestre de 2007, para US$ 852 milhões (US$ 1,16).

A companhia, com sede em Chicago, também informou que, entre janeiro e junho de 2008, contabilizou uma receita de US$ 32,952 bilhões, 2% maior que a registrada no primeiro semestre do ano anterior.

De abril a junho deste ano, no entanto, o faturamento anualizado da Boeing se mantve praticamente estável, uma vez que caiu de US$ 17,028 bilhões para US$ 16,962 bilhões.

Em Wall Street, os resultados da empresa no segundo trimestre de 2008 não agradaram, já que os agentes do mercado esperavam para o período um lucro líquido por ação de US$ 1,23, superior ao anunciado.

Em um comunicado, a Boeing disse que, como tinha anunciado antes, entre abril e junho últimos, seu desempenho foi prejudicado pelos atrasos no programa militar Airborne Early Warning & Control (AEW&C), que desenvolve em parceira com o Governo australiano.

O presidente e executivo-chefe da companhia, Jim McNerney, disse que, apesar dos desafios no último trimestre, a Boeing mantém suas "perspectivas para o restante do ano e para 2009".

"A forte demanda mundial por nossos produtos e serviços, um recorde de pedidos acumulados e um foco contínuo na melhora da produtividade e na execução continuarão proporcionando crescimento e rentabilidade para nossa companhia", acrescentou McNerney.

A rival de Airbus confirmou que, para os anos fiscais de 2008 e 2009, espera que seu lucro líquido fique entre US$ 5,70 e US$ 5,85 e US$ 6,80 e US$ 7, respectivamente. EFE bj/sc

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.