SÃO PAULO (Reuters) - A empresa de logística do empresário Eike Batista, LLX, anunciou nesta segunda-feira que seu conselho de administração aprovou aumento de capital de 600 milhões de reais, operação em que o BNDESPar vai assumir uma participação de 12,05 por cento na companhia. A operação envolve emissão de 333.333.335 ações ordinárias, ao preço de 1,8 real cada, o qual representa um ágio de 27 por cento sobre a média ponderada pelo volume dos últimos 60 dias de negociação, informa a LLX.

A ação da LLX subia 1,32 por cento, às 10h26, cotada a 1,53 reais, depois de ter atingido cotação de 1,62 reais logo na abertura. No mesmo horário, o Ibovespa avançava 0,7 por cento.

Segundo a LLX, o braço de participações do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDESpar) vai subscrever 83.333.334 ações, pelo preço global de 150 milhões de reais, passando a deter participação equivalente a 12,05 por cento. O restante da emissão será subscrita pelos atuais sócios da companhia, o empresário Eike Batista, Centennial Asset Mining Fund e pelo Ontario Teachers' Pension Plan Board (OTPP).

"Os recursos da emissão serão usados na execução dos projetos portuários da companhia, os quais vêm sendo conduzidos pelas suas subsidiárias LLX Minas-Rio, LLX Açu e LLX Sudeste", informou a LLX em comunicado.

Batista e o governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral, participam de evento nesta segunda-feira, no porto de Açu, que fica próximo a campos de petróleo marítimos das bacias de Campos, Santos e do Espírito Santo.

Após a conclusão da operação, a BNDESPar concederá a Batista e à OTPP opção de compra de 50 por cento das ações que vierem a ser subscritas. A opção poderá ser feita 36 meses após o aumento de capital e será promovida ao preço de 1,8 real por ação corrigido pelo IPCA e acrescido de taxa de 15 por cento ao ano.

(Por Alberto Alerigi Jr.; Edição de Denise Luna)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.