Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

BNDES pode atender aumento de empréstimos decorrente da crise

RIO DE JANEIRO (Reuters) - O agravamento da crise imobiliária que abalou os mercados mundiais nesta semana deve aumentar a pressão por empréstimos do BNDES, segundo o presidente do banco, Luciano Coutinho, que garantiu que não faltarão recursos para financiar os investimentos de longa duração no país. Os canais de financiamento do investimento que estão obstruídos (por conta da escassez e encarecimento do crédito) serão supridos e acomodados pelo BNDES assegurando o crescimento do investimento no país, disse Coutinho a jornalistas

Reuters |

A estimativa de desembolsos do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social para este ano subiu de 80 para 85 bilhões de reais em parte devido à crise nos mercados mundiais. A projeção de 90 bilhões para 2009 também 'tende a ser superada', de acordo com Coutinho.

Em agosto, o desembolsos do BNDES somaram 7,2 bilhões de reais e em 12 meses acumulavam 80,8 bilhões de reais.

'Aquilo que vier a ser necessário para suplantar o ciclo de investimentos, o BNDES dará auxílio nessa etapa de transição do mercados', garantiu.

Coutinho frisou que a orientação do governo e do presidente Lula é que não faltem recursos para financiar o investimento produtivo no Brasil.

'A decisão política é que se for necessário vamos buscar o funding para garantir o investimento', destacou.

O banco recebeu, recentemente, um aporte do Tesouro de 15 bilhões de reais para fazer frente às demandas por empréstimo e negocia mais 7 bilhões de reais com o Fundo de Infra-estrutura do FGTS.

O BNDES pode ainda recorrer a organismos multilaterais e, este ano já cumpriu a meta de captação externa de 1 bilhão de dólares.

(Reportagem de Rodrigo Viga Gaier)

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG