Tamanho do texto

Diante do encolhimento do crédito no mercado internacional, a maior preocupação do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) no atual momento é relativa à disponibilidade de linhas de crédito para exportação no curto prazo, afirmou hoje o superintendente da Área de Pesquisa e Acompanhamento Econômico do BNDES, Ernani Teixeira Torres Filho. Ele afirmou que, se for necessário um reforço, o banco deverá compensar a dificuldade encontrada pelas empresas neste tipo de linha de financiamento para evitar que as empresas exportadoras sejam comprometidas pela escassez de crédito.

"O governo tem de substituir a escassez abrupta de curto prazo", afirmou.

No entanto, ele afirmou que ainda é cedo para avaliar o impacto da crise sobre os investimentos em projetos de longo prazo. "Para prazos longos ainda não sentimos o mesmo enxugamento", disse. "Temos a sensação de que o mercado externo está em pânico, mas ainda é cedo para saber qual será a restrição ao crédito de longo prazo", afirmou.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.