Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

BNDES detalha condições de linha de pré-embarque de R$ 5 bilhões

SÃO PAULO - O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) anunciou hoje que pretende ampliar em R$ 5 bilhões as linhas de crédito para financiamento de operações pré-embarque para exportações. A medida já havia sido antecipada ontem pelo ministro da Fazenda, Guido Mantega, e pelo presidente do Banco Central, Henrique Meirelles.

Valor Online |

O objetivo do governo federal é combater a escassez de crédito no mercado para as empresas brasileiras diante da crise financeira internacional que tem se aprofundado nos últimos dias.

Entre as novidades detalhadas para a linha de pré-embarque pelo presidente da instituição, Luciano Coutinho, está a ampliação de US$ 50 milhões para US$ 150 milhões no limite para financiamento de bens de consumo. Já nas operações envolvendo bens de capital, o tomador de crédito poderá optar em fazer seu financiamento em moeda nacional (com taxa de juros fixa de 15% ao ano, mais spread do agente financeiro) ou em moeda estrangeira. No caso de financiamento de máquinas industriais, as operações continuarão sendo feitas com a Taxa de Juros de Longo Prazo (TJLP). Os prazos de financiamento permanecem em 18 meses, em ambos os casos
O BNDES já desembolsou US$ 3,4 bilhões com as linhas pré-embarque entre janeiro e agosto deste ano, o que significa um crescimento de 31% em relação ao mesmo período do ano passado. Até o final do ano, espera-se que as liberações batam na casa dos US$ 8,5 bilhões com as facilidades anunciadas nesta terça, ante a previsão inicial de US$ 6,5 bilhões. Coutinho ressaltou, entretanto, que isso dependerá da demanda.

O superintendente da área de Comércio Exterior do BNDES, Luiz Antonio Dantas, estimou que o intervalo entre a análise e liberação dos financiamentos do pré-embarque é de 15 a 20 dias para as operações acima de US$ 8 milhões, permitindo uma resposta rápida à necessidade de recursos por parte dos exportadores. Para operações de valores menores que US$ 8 milhões, os recursos saem em até seis dias.

Sobre a crise, Coutinho afirmou que o país tem "condições plenas de manter a trajetória satisfatória de crescimento, mesmo num cenário conturbado nos países desenvolvidos".

(Valor Online)

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG