Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

BNDES aprova R$ 121,2 milhões para PCHs do grupo Neoenergia

SÃO PAULO - O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) concedeu financiamento de R$ 121,2 milhões ao grupo Neoenergia para a construção de duas pequenas centrais hidrelétricas (PCH) na divisa dos estados do Rio de Janeiro e do Espírito Santo. O aporte do banco de fomento corresponde a cerca de 70% do valor total investido na obra, de R$ 165,1 milhões.

Valor Online |

A PCH que consumirá mais recursos - R$ 83,8 milhões, sendo R$ 58,7 milhões financiados pelo BNDES - será a de Pedra do Garrafão, projetada para ser instalada no Rio Itabapoana, na divisa dos municípios de Bom Jesus de Itabapoana, no Rio de Janeiro, e São José do Calçado, no Espírito Santo. Ela terá capacidade instalada de geração de 19 MW. Já a PCH de Pirapetinga receberá R$ 56,9 milhões do BNDES e terá custo total de R$ 81,3 milhões. Situada entre o município fluminense de Campos dos Goytacazes e o capixaba Mimoso do Sula usina terá capacidade de 20 MW. O grupo receberá ainda com R$ 5,6 milhões do BNDES para projetos ambientais e compra de terras na área das PCHs.

A Neoenergia é uma holding controlada pela Iberdrola Energia e pela Previ. Ela detém o controle de nove usinas e três distribuidoras: a Cosern, Coelba e Celpe. Estima-se que 500 empregos diretos serão criados a partir das obras das novas PCHs, que envolvem também a construção de linhas de transmissão associadas.

De 2003 até agosto de 2008, o BNDES já financiou cerca de R$ 4 bilhões para 69 projetos de PCHs, com investimentos totais de R$ 5,9 bilhões.

(Valor Online)

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG