Mais um banco público anuncia a redução dos juros cobrados nos empréstimos. Nesta quarta-feira, o Banco do Nordeste (BNB) divulgou a queda das taxas das operações de crédito para microcrédito e financiamentos para empresas.

Em nota, o banco informa que a ação está "integrada aos esforços do governo federal para redução dos impactos da crise financeira internacional sobre a economia do País por meio da maior oferta de crédito". Ontem, o Banco do Brasil anunciou a queda das taxas de juros.

No microcrédito do BNB, o chamado "Crediamigo", a taxa mínima caiu de 1,95% para 1,32% ao mês. O juro anualizado dessa linha de crédito caiu de 26,8% para 17%. Para as empresas, o capital de giro caiu de 0,98% para 0,96% mensais e o financiamento para o desconto de duplicatas, cheques pré-datados e notas promissórias teve redução da taxa mínima de 1,30% para 1,27%.

Em nota, o presidente do banco, Roberto Smith, disse que a decisão "segue a recomendação do governo federal no sentido de que os bancos oficiais liderem o processo de redução das taxas de empréstimos e financiamentos no País, minimizando os efeitos da crise financeira".

"A crise joga um certo teor de incertezas no mercado, o que inibe a realização de investimentos por parte do setor privado, mas observamos uma pronta reatividade por parte dos responsáveis pela nossa política econômica, o que certamente vem contribuindo para que tenhamos um cenário otimista", disse Smith, em nota distribuída à imprensa.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.