A BM&FBovespa planeja investir R$ 302,1 milhões no decorrer de 2010, sendo que a maior parte desse montante, R$ 277 milhões, será destinada à área de tecnologia da informação, com o desenvolvimento de projetos e microinformática. Os novos centros de processamento de dados (CPDs) da companhia receberão investimentos de R$ 55 milhões, conforme o relatório de resultados do exercício de 2009.

Já o aumento da capacidade de processamento de informações deverá consumir outros R$ 47 milhões. A melhora da infraestrutura de tecnologia da informação (TI) e a nova plataforma de negociação BM&F-CME receberão investimentos de, respectivamente, R$ 45 milhões e R$ 46 milhões. Os demais projetos na área de tecnologia consumirão R$ 84 milhões. Sem fornecer detalhes, a BM&FBovespa afirma que as demais áreas irão receber investimentos de R$ 25 milhões em 2010.

A companhia diz ainda que para concluir todas as etapas da nova plataforma de negociação decorrente do acordo firmado com o CME Group, anunciado em 11 de fevereiro, será necessário investir US$ 175 milhões ao longo de dez anos, sendo o valor presente de US$ 100 milhões.

Em relação às despesas, a estimativa para 2010 é que elas fiquem em R$ 550 milhões, valor 23% superior ao registrado em 2009, dos quais R$ 113 milhões em esforços para o crescimento da base de clientes.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.