SÃO PAULO - A BM & FBovespa movimentou em fevereiro R$ 73,94 bilhões, com 5,04 milhões de negócios nos mercados de renda variável e renda fixa. Os volumes ficaram abaixo do total verificado em janeiro, quando foram anotados 5,59 milhões de transações e movimentação de R$ 75,51 bilhões.

As médias diárias chegaram a R$ 3,59 bilhões e
266.432 transações no mês em que Ibovespa fechou em baixa de 2,8%, aos 38.183 pontos.

O balanço da negociação dos investidores estrangeiros na bolsa ficou positivo em
R$ 544,132 milhões, com vendas de R$ 25, 886 bilhões e compra de R$ 26, 430 bilhões em ações. Já o fluxo de recursos no acumulado dos dois primeiros meses deste ano está negativo em R$ 101,939 milhões, com vendas de R$ 51,352 bilhões e compras R$ 51,250 bilhões.

Os investidores estrangeiros tiveram participação de 35,53% do volume financeiro negociado no mês, acima dos 34,10% verificados em janeiro. Já no caso das pessoas físicas, a participação caiu de 33,46% em janeiro para 32,74% no mês passado. Os investidores institucionais tiveram fatia de 22,93% do total, também inferior aos 23,84%, e as instituições financeiras movimentaram volume similar, passando de 6,33% para 6,79% em fevereiro. Empresas (1,93%) e outros (0,09% ) sustentaram fatias similares no mês.

O valor de mercado das empresas listadas na bolsa paulista se manteve em R$ 1,42 trilhão, mas agora com 391 companhias, ou uma a menos do que no mês anterior. O destaque de giro no mês ficou com as ações PN da Petrobras, que movimentaram R$ 12,00 bilhões, seguida de Vale PNA (R$11,93 bilhões), Vale ON (R$ 3,86 bilhões e Petrobras ON (R$ 2,67 bilhões).

O mercado a vista respondeu por 95,4% do volume financeiro total no mês de fevereiro, seguido pelo mercado de opções, com 3,3%, e pelo mercado a termo, com 1,3%. O After Market girou R$ 575,03 milhões com a 52.383 negócios, abaixo dos R$ 730,80 milhões e 69.148 transações apurados em janeiro.

(Valor Online)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.