FBovespa aumenta de 10% a 187% tarifas de sinal de dados - Home - iG" /
Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

BM FBovespa aumenta de 10% a 187% tarifas de sinal de dados

SÃO PAULO - A BM & FBovespa vai impor aumentos que vão variar de 10% a 187% nas tarifas que cobra pela disponibilização de sinal com dados de mercado para agentes de mercado e vendors. A empresa disse em comunicado que a receita com esse serviço somou R$ 32,17 milhões entre janeiro e setembro deste ano, tendo representado 2,34% da receita bruta total.

Valor Online |

Com base nas informações divulgadas no comunicado, é possível calcular uma alta da ordem de 30% na receita média com esse tipo de serviço nas operações da BM & F e de 123% para o sinal da Bovespa, caso a clientela permaneça a mesma. O cálculo leva em conta os clientes no Brasil e no exterior.

Segundo comunicado da BM & FBovespa, o objetivo da mudança é "compatibilizar as políticas dos segmentos BM & F e Bovespa e aproximá-las dos padrões internacionais praticados por outras bolsas". As novas taxas valerão a partir de abril do ano que vem.

Para ter acesso direto aos dados de cotações da Bovespa, por exemplo, a anuidade subirá de R$ 10 mil para R$ 12 mil para os clientes no Brasil. O mesmo preço valerá para a BM & F. No caso de aceso por meio de vendors, a tarifa anual saltará 40%, de R$ 5 mil para para R$ 7 mil, na Bovespa, e de zero para R$ 7 mil na BM & F.

Os clientes do exterior que compram sinal da Bovespa terão o mesmo aumento praticado no Brasil, com a diferença que pagarão US$ 12 mil pelo acesso direto e US$ 7 mil pelo acesso por vendor. Já os estrangeiros que compram sinal da BM & F terão de pagar 140% mais caro pelo acesso direto, com a anuidade subindo de US$ 5 mil para US$ 12 mil. O serviço no exterior por meio de vendor, que era isento, passa a ter anuidade de US$ 7 mil.

Os preços mensais pagos por terminais também vão subir. Para o sinal da Bovespa no Brasil, a tarifa média dos clientes profissionais será elevada de R$ 36,41 para R$ 90, um avanço de 147%. No exterior, o mesmo serviço terá taxa mensal de US$ 65, ante os US$ 22,64 cobrados atualmente, o que revela um salto de 187%.

No caso da BM & F, a cobrança do sinal por terminal terá um aumento mais modesto. A tarifa média no Brasil, para clientes profissionais, vai subir 47%, de R$ 63,89 para R$ 94. No exterior, a taxa mensal será elevada em 10%, para US$ 55.

(Valor Online)

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG