Tamanho do texto

SÃO PAULO - A BM & F Bovespa teve receita bruta consolidada de R$ 643,5 milhões entre o início deste ano e o dia 8 de maio. Os dados aparecem em balanço pro-forma divulgado hoje tendo como data de fechamento o dia em que foi aprovada a fusão da BM & F com a Bovespa Holding. A nova empresa formalizou hoje o pedido de registro de companhia aberta na Comissão de Valores Mobiliários (CVM).

Esta é a primeira divulgação conjunta dos dados das duas bolsas. Do total da receita bruta, R$ 400,6 milhões (62%) vieram das operações da Bovespa, R$ 225,4 milhões (35%) dos negócios feitos na BM & F e R$ 17,5 milhões (3%) de outras operações, como venda de informações e taxa de classificação de mercadorias.

A receita líquida consolidada da empresa nesse período de pouco mais de quatro meses foi de R$ 577,5 milhões, enquanto as despesas operacionais somaram R$ 260,9 milhões. O resultado operacional foi, portanto, de R$ 316,5 milhões.

O resultado das operações financeiras foi positivo em R$ 111,8 milhões. Em transações não operacionais, a empresa teve receita de R$ 6,2 milhões nesse período.

Antes de impostos, o lucro da BM & F Bovespa foi de R$ 434,5 milhões. Após esses descontos, o ganho líquido da empresa foi de R$ 282,9 milhões no período.

A nova bolsa nasce com ativo total de R$ 22,2 bilhões. O montante é inflado pelo ágio de R$ 16,38 bilhões gerado no momento da incorporação da Bovespa Holding pela BM & F Bovespa. Entre disponibilidades de caixa e aplicações financeiras, a empresa tinha R$ 3,768 bilhões no dia 8 de maio.

(Valor Online)