Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

BM & FBovespa movimenta R$ 148,81 bilhões em março

SÃO PAULO - A BM & FBovespa movimentou R$ 148,81 bilhões em março, um aumento de 26% em relação ao giro de R$ 118,06 bilhões apurado em fevereiro, segundo o balanço mensal de operações, divulgado há pouco pela bolsa. A média diária de março, no entanto, foi ligeiramente inferior, de R$ 6,47 bilhões, contra R$ 6,55 bilhões do mês anterior, devido ao menor número de pregões de fevereiro. Foram realizados 9.

Valor Online |

SÃO PAULO - A BM & FBovespa movimentou R$ 148,81 bilhões em março, um aumento de 26% em relação ao giro de R$ 118,06 bilhões apurado em fevereiro, segundo o balanço mensal de operações, divulgado há pouco pela bolsa. A média diária de março, no entanto, foi ligeiramente inferior, de R$ 6,47 bilhões, contra R$ 6,55 bilhões do mês anterior, devido ao menor número de pregões de fevereiro. Foram realizados 9.038.122 negócios no mês passado, ante 7.355.993 transações do mês anterior. As ações mais negociadas foram: Vale PNA (R$ 17,59 bilhões), Petrobras PN (R$ 17,04 bilhões), OGX Petróleo ON (R$ 6,96 bilhões), Petrobras ON (R$ 4,13 bilhões) e CSN ON (R$ 3,90 bilhões). O valor de mercado das 375 empresas com ações negociadas na bolsa atingiu R$ 2,35 trilhões no fim de março, acima dos R$ 2,26 trilhões do fim de fevereiro, quando havia 377 companhias. As 159 empresas integrantes dos Níveis Diferenciados de Governança Corporativa representavam 66,88% do valor de mercado, 71,70% do volume financeiro e 75,17% da quantidade de negócios realizados no mercado à vista. No fim de fevereiro eram 157 empresas que representavam 65,77% do valor de mercado, 80,30% do volume financeiro e 94,71% da quantidade de negócios. O mercado à vista respondeu por 91,6% do volume financeiro; seguido pelo de opções (6,0%) e pelo mercado a termo (2,3%). O after market movimentou R$1,15 bilhão, com a realização de 81.561 negócios, ante R$ 1,20 bilhão e 69.115 transações no mês anterior. Os investidores institucionais lideraram as negociações na Bovespa, com 31,39% do volume, superando os 28,95% do mês anterior. Em seguida aparecem as pessoas físicas, com 30,67% em março, contra 32,05% em fevereiro. No mesmo período, os investidores estrangeiros obtiveram participação de 25,81%, ante 27,83%. As instituições financeiras respondem por 9,81% em março e 8,78% em fevereiro; e as empresas por 2,26% no mês passado, contra 2,35% do mês anterior. A BM & FBovespa informou ainda que o número de negócios realizados via home broker atingiu recorde de 6.269.139 transações, alta de 22,7% em relação às 5.110.116 operações de fevereiro. O volume financeiro movimentado pelo home broker atingiu R$ 60,85 bilhões, ante R$ 52,53 bilhões de fevereiro, com média diária de 272.571 negócios, contra 283.895 transações de fevereiro. Na BM & F foram negociados 71.691.088 contratos em março, com volume financeiro de R$ 4,75 trilhões, acima dos 39.306.238 contratos e giro de R$ 2,47 trilhões de fevereiro. A média diária de contratos, em março, foi recorde de 3.117.004, ante o recorde anterior de 2.183.680 contratos de fevereiro. O número dos contratos em aberto no total do mercado ao final do último pregão de março foi de 34.452.500 posições, ante 27.556.692 em fevereiro. (Téo Takar | Valor)
Leia tudo sobre: iG

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG