Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Blue chips sustentam Ibovespa acima dos 40 mil pontos

Por Aluísio Alves SÃO PAULO (Reuters) - A força das ações de commodities sustentou a Bovespa no azul nesta quarta-feira, num dia negativo para Wall Street.

Reuters |

Mas, monitorando à distância o humor dos mercados internacionais, que piorou na parte da tarde, o Ibovespa devolveu a maior parte dos ganhos da sessão e fechou o dia com alta de 0,96 por cento, aos 40.129 pontos. No melhor momento do pregão, o índice chegou a avançar mais de 4 por cento.

A entrada maciça de investidores nas blue chips e a forte volatilidade nos negócios com ações de construtoras turbinou o giro financeiro para 5,59 bilhões de reais --o maior em sessões regulares desde 2 de dezembro.

A grande estrela do pregão foi Vale, com valorização de 3,6 por cento, a 30,05 reais, no dia em que sua concorrente BHP Billiton informou que o estoque excedente de minério de ferro na China está acabando.

"Com isso, o mercado está achando que a Vale vai ter que conceder um desconto menor no reajuste dos contratos para clientes na China. Algo entre 10 e 20 por cento", disse Luiz Roberto Monteiro, assessor de investimentos da corretora Souza Barros.

Devido à crise, que provocou queda acentuada na demanda por commodities e derrubou os preços, nos últimos meses vinha sendo comentado no mercado que a mineradora brasileira poderia ser forçada a conceder descontos de até 50 por cento nos preços.

Por tabela, Vale acabou puxando para cima os papéis de siderúrgicas. Foi o caso de Usiminas, com avanço de 5,3 por cento, a 29,80 reais, e de Gerdau, que subiu 4,7 por cento, a 16,32 reais.

Em outra frente, Petrobras teve ganho de 0,47 por cento, a 25,70 reais, mesmo num dia de queda dos preços do petróleo, após a notícia de que a companhia fez uma emissão externa de 1,5 bilhão de dólares em bônus de 10 anos.

De acordo com Monteiro, Vale e Petrobras foram os dois principais alvos de compra dos investidores estrangeiros --os mesmos que em janeiro resgataram 646 milhões de reais da Bovespa.

SETOR IMOBILIÁRIO

Na mão contrária, as empresas do ramo imobiliário terminaram o dia entre as piores do índice, depois de terem registrado ganhos acentuados no começo da sessão ainda em meio ao anúncio do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, feito na véspera, de que o governo federal terá um plano de incentivo para construção de 500 mil casas populares.

Rossi Residencial tombou 16,7 por cento, a 3,99 reais. Cyrela perdeu 5,3 por cento, a 9,85 reais.

"As ações tinham subido bastante. Foi realização de lucros", avaliou a Planner Corretora em relatório.

Em Wall Street, o dia começou bem com o anúncio de que o setor privado dos Estados Unidos demitiu menos que o esperado em janeiro, mesmo mês em que a atividade no setor de serviços também não foi tão baixa quanto se imaginava.

Mas renovados temores quanto ao futuro de grandes instituições financeiras do país fizeram as ações de bancos carregarem os principais índices de Nova York para baixo.

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG