Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Bird e FMI saíram do acordo

A cidade de Bretton Woods, localizada no Estado de New Hampshire, nos Estados Unidos, se tornou sinônimo do acordo econômico estabelecido durante a Conferência Monetária e Financeira das Nações Unidas, realizada em julho de 1944. O encontro, realizado um ano antes do término da 2ª Guerra Mundial, reuniu representantes de 44 países para planejar a estabilização da economia internacional e das moedas nacionais prejudicadas pelo conflito.

Agência Estado |

Os acordos assinados em Bretton Woods tiveram validade para o conjunto das nações capitalistas lideradas pelos EUA, resultando na criação do Fundo Monetário Internacional (FMI) e do Banco Mundial (Bird). A criação do FMI serviria ao propósito de contribuir para a estabilidade cambial e o livre comércio entre os países no pós-guerra, enquanto o Banco Mundial se ocuparia de prover crédito para a reconstrução dos países.

Os acordos de Bretton Woods solidificaram a posição dos EUA como líder do mundo capitalista naquele momento. Com a formulação de um sistema internacional de pagamentos que permitisse que o comércio fosse feito sem desvalorizações monetárias repentinas ou flutuações das taxas de câmbio, os EUA poderiam dar vazão aos seus produtos em mercados em que não atuavam e abrir oportunidade de investimentos mundo afora para as empresas americanas.

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG