Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Bini Smaghi, do BCE, diz que mais cortes de juro são possíveis

LISBOA (Reuters) - Novos cortes no juro básico pelo Banco Central Europeu (BCE) são possíveis, mas eles dependem dos desdobramentos econômicos, disse Lorenzo Bini Smaghi, membro do conselho executivo do BCE, em entrevista a um jornal português nesta quinta-feira. Bini Smaghi também disse ao jornal Público que a inflação está caindo na zona do euro, e está projetada para atingir níveis próximos de 2 por cento nos próximos 18 meses.

Reuters |

"Nós dissemos que é uma possibilidade. Pode haver mais cortes da taxa, dependendo dos desdobramentos", disse Bini Smaghi ao jornal, acrescentando que bancos têm repassar aos clientes a política monetária menos apertada.

Ele disse que uma preocupação fundamental era evitar que a taxa de juro permanecesse muito baixa por um longo período de tempo. Alguns economistas têm dito que aliviar demais a política monetária alimenta o crédito fácil, o que, no final, foi justamente o que levou ao colapso financeiro dos últimos meses.

"Essa é a razão pela qual nós temos uma orientação a médio prazo em nossa política, e acompanhamos os desdobramentos da inflação, não mês a mês, mas nos próximos 18 meses", disse ele. "Neste caso, uma redução (da inflação) é projetada a níveis próximos a 2 por cento."

"Nós não prevemos a ocorrência de um processo deflacionário", acrescentou ele.

O BCE cortou a taxa de juro duas vezes nas últimas semanas, deixando a taxa de juro básica em 3,25 por cento. As expectativas são grandes quanto a um novo corte da taxa em dezembro.

(Reportagem de Axel Bugge)

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG