Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Bilionários dos EUA ficam menos ricos com a crise

A crise nos mercados financeiros que se instalou nos Estados Unidos desde o ano passado já provocou reflexos negativos nas grandes fortunas do país. Na lista dos 400 mais ricos dos EUA deste ano, elaborada pela revista Forbes, nada menos que 126 ficaram mais pobres - ou, no caso, menos ricos.

Agência Estado |

O número é seis vezes maior que as quedas nas fortunas registradas no ano passado.

Entre as principais vítimas da crise está o ex-presidente da seguradora AIG - que teve de receber uma injeção de US$ 85 bilhões do banco central americano esta semana para não quebrar -, Maurice Greenberg. No ano passado, com uma fortuna pessoal de US$ 2,8 bilhões, ele era o 135º colocado na lista. Este ano, nem aparece nela. Ou seja, sua fortuna hoje é inferior a US$ 1,3 bilhão, o mínimo exigido para se entrar no ranking.

A lista da Forbes é encabeçada, pelo 15º ano consecutivo, pelo fundador da Microsoft, Bill Gates. Mas mesmo ele não ficou imune às turbulências. Sua fortuna pessoal caiu de US$ 59 bilhões para US$ 57 bilhões, segundo a revista. O segundo colocado, o investidor Warren Buffett, também ficou menos rico - passou de US$ 52 bilhões para US$ 50 bilhões. Em terceiro lugar, com US$ 27 bilhões, vem Lawrence Ellison, fundador da Oracle.

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG