O Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) previu neste domingo uma forte recessão na América Latina em 2009, com quedas nas arrecadações e aumento do desemprego. Frente a esse cenário a instituição destinará 6 bilhões de dólares para financiar os setores produtivos.

"A América Latina enfrentará uma crise muito distinta das do passado (...). Enfrentamos um período de estancamento no crescimento global, pelo menos em todo o ano de 2009 e possivelmente no primeiro trimestre de 2010", explicou Santiago Levy em uma reunião em Santo Domingo, vice-presidente do BID.

Segundo Levy, neste período o mercado de trabalho "ficará praticamente parado", com o conseqüente aumento do mercado informal.

Diante dessas expectativas, o BID decidiu reorientar 6 bilhões de dólares, previstos para outras operações de assistência neste contexto de crise, para incentivar a produção da região.

"O objetivo é fazer os maiores esforços possíveis para manter o setor produtivo", acrescentou.

nlb/dm

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.