Tamanho do texto

SÃO PAULO - O presidente do Federal Reserve (Fed), Ben Bernanke, acredita que as medidas adotadas por ora pelo governo americano devem ajudar a restaurar a confiança do sistema financeiro e permitir a retomada dos fluxos de crédito a pessoas físicas e jurídicas. Comentou ser ainda ser cedo para avaliar o impacto total dessas ações.

Tendo em conta que a economia deve ser fraca por vários trimestres, com algum risco de uma desaceleração prolongada, a análise de um novo pacote de estímulo fiscal pelo Congresso neste momento "parece ser apropriado", declarou em discurso preparado para a Comissão de Orçamento da Câmara dos EUA.

O titular do banco central dos Estados Unidos notou que qualquer pacote fiscal deve ser elaborado para ser preciso, temporário e direcionado. "Se o Congresso for adiante com o pacote fiscal, deve considerar medidas para ajudar a melhorar o acesso ao crédito por consumidores, compradores de imóveis, empresas e outros tomadores de empréstimos. Tais iniciativas devem ser eficientes para promover o crescimento econômico e a geração de emprego", observou.

No começo deste ano, o Congresso americano aprovou um plano de estímulo que enviou quase US$ 100 bilhões à maioria dos contribuintes na forma de restituições. Outras formas de benefícios fiscais para o setor corporativo levaram o custo do programa todo para perto de US$ 170 bilhões.

As informações estão na página eletrônica do próprio Fed e agências internacionais.

(Valor Online)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.