O presidente do Federal Reserve (Fed, banco central americano), Ben Bernanke, afirmou nesta quarta-feira que o plano de resgate dos bancos de US$ 700 bilhões proposto pelo Tesouro não deve ter nenhum efeito acelerador sobre a inflação.

"Este plano não é um estimulante fiscal", insistiu Bernanke.

"Ao mesmo tempo que reforça efetivamente os mercados financeiro, relança o crédito e ajuda o crescimento econômico, enquanto o Fed pode ter de responder aumentando suas taxas antes do previsto, mas seria na linha normal de um restabelecimento da economia", declarou Bernanke à Comissão econômica mista do Congresso.

"Não espero nenhum efeito deste plano sobre a inflação. Queremos simplesmente estabilizar o sistema", declarou.

mj/lm/fp

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.