SÃO PAULO - O presidente do Federal Reserve (Fed), Ben Bernanke, se mostrou confiante de que a economia dos Estados Unidos conseguirá sair desse momento de turbulência financeira com vigor renovado. Apesar de ainda restar muito trabalho a fazer e provavelmente mais dificuldades à frente, eu continuo confiante de que a economia americana, com sua grande vitalidade intrínseca e ajudada pelas medidas dispostas até agora, irá emergir desse período com vigor renovado, disse em discurso em evento em Nova York.

Ele manifestou acreditar que agora se dispõem de todas as ferramentas necessárias para responder com a força necessária aos problemas no mercado e na economia, com a ressalva de que o caminho à frente não deverá ser fácil.

"A estabilização dos mercados financeiros é um primeiro passo crítico, mas, mesmo que eles se estabilizem, a recuperação da economia mais ampla não vai acontecer de imediato", observou.

Na avaliação do titular do Fed, a crise atual só terminará quando ações abrangentes promovidas por líderes financeiros e políticos restaurarem a confiança, trazendo os investidores de volta ao mercado e permitindo a reativação do crédito às pessoas físicas e jurídicas.

Bernanke recordou as iniciativas do banco central dos Estados Unidos e do Tesouro para garantir liquidez no sistema bancário do país, como o pacote aprovado recentemente pelo Congresso, que contempla a compra de ativos com problemas de bancos e de outras instituições financeiras.

"Gostaria de frisar uma vez mais que os interesses dos contribuintes estão sempre em nossas mentes, assim como os do Congresso, quando esses programas são elaborados", afirmou.

(Juliana Cardoso | Valor Online)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.