Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Bernanke: com mercados fortes, Fed pode elevar juro

O Federal Reserve (Fed, o banco central dos Estados Unidos) pode elevar a taxa básica de juros americana, atualmente em 2% ao ano, antes do previsto caso os mercados financeiros se estabilizem, afirmou hoje o presidente da instituição, Ben Bernanke, durante uma audiência com o Comitê Econômico Conjunto do Congresso dos Estados Unidos. Segundo ele, caso o efeito de qualquer plano de resgate da economia dos EUA resulte no fortalecimento dos mercados financeiros, então o Fed talvez tenha de responder mais cedo, elevando a taxa de juros antes do que o faria em uma situação diferente.

Agência Estado |

Em seus três últimos encontros, o banco central americano manteve o juro básico no país no nível atual, de 2% ao ano.

Bernanke disse aos congressistas americanos que o plano dos EUA para assumir a dívida podre das instituições financeiras precisa ser forte para restaurar a confiança dos mercados. "Os mercados precisam ter confiança que este problema será atacado com força suficiente", disse.

Bernanke disse que ficou chocado com o número de empresas financeiras que são tão grandes que seu colapso representaria uma ameaça séria ao sistema financeiro. "Estamos chocados (...) que (o número das) grandes (empresas) para falir se ampliou", disse. "O número de empresas na rede aumentou mais do que teríamos previsto." No geral, Bernanke disse que é preciso reduzir o número de empresas na chamada categoria muito grande para falir.

Contribuinte

O presidente do Federal Reserve (Fed, o banco central dos Estados Unidos), Ben Bernanke, disse que qualquer perda para o contribuinte americano relacionada ao programa de ajuda ao setor financeiro será muito inferior a US$ 750 bilhões. As informações são da Dow Jones.

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG