Tamanho do texto

O ministro da Economia da Itália, Giulio Tremonti, proporá na segunda-feira a seus colegas da União Européia (UE) a criação de um fundo comum correspondente a 3% do Produto Interno Bruto (PIB), declarou na noite deste domingo o chefe do governo italiano, Silvio Berlusconi, citado pela imprensa local.

Berlusconi disse que a França fará a mesma proposta durante a reunião ministerial da próxima segunda-feira em Luxemburgo.

"Ontem (sábado, em Paris), (a chanceler alemã) Angela Merkel, não aceitou (a proposta) porque não tinha poder para isso. Hoje, por outro lado, ela disse estar de acordo. A França fará o mesmo", afirmou Berlusconi.

O primeiro-ministro conservador falou em Milão (norte), durante uma festa de sua formação, o Partido das Liberdades (PDL).

Após a realização de uma cúpula para discutir a crise financeira no sábado, em Paris, os quatro países europeus do G8 (França, Alemanha, Itália e Grã-Bretanha) se comprometeram a adotar "todas as medidas necessárias" para "garantir a solidez e a estabilidade" do sistema financeiro europeu - sem, no entanto, mencionar a possibilidade de um plano de resgate financeiro semelhante ao adotado na sexta-feira pelos Estados Unidos.

nou/ap

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.