O chefe do governo italiano, Silvio Berlusconi, cujo país presidirá o G8 a partir de 1o. de janeiro de 2009, afirmou nesta terça-feira que os membros do grupo adotaram uma decisão sobre sua ampliação às economias emergentes, em um discurso ante um encontro de sindicatos em Nápoles.

"Os países do G8 adotaram a decisão de chamar a Índia, China, Egito, África do Sul, México e Brasil de se unir a eles. Ontem falei por telefone com George W. Bush", afirmou o Berlusconi, que depois classificou a decisão de "muito provável".

"O G8 se converterá num 'super G8'. Teremos a responsabilidade de dar nascimento a ele e guiá-lo durante seu primeiro ano de vida", acrescentou Berlusconi.

ema/fmi/cn

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.