Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Berd prevê déficit na Rússia em 2009 se petróleo baixar de US$ 60

Moscou, 26 nov (EFE).- O Banco Europeu de Reconstrução e Desenvolvimento (Berd) avisou hoje que a Rússia sofrerá em 2009 um duplo déficit fiscal e de contas correntes se o preço do barril do Brent cair abaixo de US$ 60.

EFE |

"O nível crítico (para a Rússia) é de US$ 60 por barril, abaixo do qual o orçamento será deficitário", declarou à imprensa em Moscou Jeromin Zettelmeyer, diretor de políticas econômicas do Escritório do economista-chefe do Berd.

Ele acrescentou que "se o preço seguir em queda, a Rússia chegará no ano que vem também ao déficit de contas correntes", apesar de ressaltar que o Berd considera "impossível" que o preço do petróleo caia no ano que vem até US$ 50 por barril.

No entanto, o Merril Lynch prevê que o preço médio do petróleo em 2009 será de US$ 47 por barril, segundo informou hoje à imprensa russa um analista do banco de investimentos americano.

O preço do petróleo Brent, marca de referência na Europa, caiu 6,6% ontem no mercado de futuros de Londres, onde o barril de petróleo com entrega em janeiro foi cotado a US$ 50,35.

Enquanto, o preço do petróleo russo da marca Urals já caiu abaixo dos US$ 50 por barril por barril no mercado mundial, quando o Governo calculou os orçamentos de 2009 sem déficit fiscal a partir de US$ 70.

O ministro das Finanças russo, Alexei Kudrin, avaliou hoje em cerca de US$ 96 por barril (contra US$ 69,5 em 2007) o preço médio do petróleo russo em 2008, pois este ano incluiu recordes, mas o preço atualmente está em US$ 46,7, segundo a agência "Interfax".

Kudrin comemorou o fato inédito de que o preço do petróleo se tenha mantido por quatro anos seguidos acima dos US$ 50, mas ressaltou que "precisava entender que ele iria descer", pondo fim a essa bonança financeira. EFE se/jp

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG