Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Bélgica quase paralisada por greve convocada pela queda do poder aquisitivo

A Bélgica está praticamente paralisada nesta segunda-feira por uma greve de advertência para protestar contra a queda do poder aquisitivo, com um alto percentual de adesão nos serviços públicos e na indústria.

AFP |

Apesar da greve não ser geral, o movimento convocado pelos sindicatos CSC (cristão), FGTB (socialista) e CGSLB (liberal) afetaba amplamente Bruxelas e as outras grandes cidades da Bélgica, como Antuérpia e Bruges em Flandres (norte), ou Charleroi e Liege na Valônia (sur).

Em Bruxelas, sede das principais instituições da União Européia (UE), os bondes e o metrô praticamente não funcionavam nesta segunda-feira.

O correio belga e as administrações públicas estavam fechados, enquanto os trabalhadores das grandes fábricas como Audi (automóveis) ou Sonana (aeronáutica) cruzaram os braços.

A alta dos preços ao consumidor atingiu 5,46% em setembro na Bélgica.

pm-mar/fp

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG