Tamanho do texto

O governo belga fechou hoje um acordo para a venda do banco Fortis ao grupo financeiro francês BNP Paribas, informaram representantes do Fortis. Até o início da crise financeira global, o Fortis era o maior banco na Bélgica e Holanda.

O acordo será submetido à aprovação dos acionistas da Fortis Holding, possivelmente no início de abril.

A venda do Fortis para o BNP Paribas havia sido inicialmente anunciada em outubro, por 14,5 bilhões de euros (US$ 18,3 bilhões). No entanto, acionistas insatisfeitos com o fato de não terem sido consultados obtiveram uma liminar que invalidou o acordo.

Pelo novo acerto, o BNP Paribas assumirá uma participação de 75% no Fortis, no valor de 2,9 bilhões de euros (US$ 3,65 bilhões), levando-se em conta que a ação fechou a 1,04 euro na sexta-feira. Já o governo da Bélgica ficará com 25% do Fortis, que, por sua vez, pagará 1,38 bilhão de euros (US$ 1,75 bilhão) por um quarto da Fortis Insurance Belgium SA, seguradora do banco.

A Fortis Holding é dona de 75% da seguradora. "Houve uma melhora em relação ao acordo anterior e acreditamos que conseguimos o máximo que poderíamos", disse o presidente da instituição, Josef De Mey. Também pelo acordo, a Fortis Holding terá de injetar 760 milhões de euros (US$ 646 milhões) em uma carteira de ativos de difícil liquidação, 240 milhões de euros menos do que na proposta original.

Antes de comprar o Fortis, a participação do BNP Paribas na Bélgica era inexpressiva. As informações são da Associated Press.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.