Tamanho do texto

SÃO PAULO - Os negócios com os Brazilian Depositary Receipts (BDR, instrumento que permite a uma empresa estrangeira ter ações negociadas no Brasil) da Agrenco estão suspensos na Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa).

A própria bolsa interrompeu a negociação dos ativos no aguardo de mais esclarecimentos sobre fato relevante divulgado ontem pela empresa.

De acordo com o comunicado enviado ontem à noite à Comissão de Valores Mobiliários (CVM), a Agrenco afirma que recebeu uma proposta de aporte de capital da Noble Brasil. O Noble Group é uma trading de commodities com sede em Hong Kong. Atua no Brasil há quase 20 anos, no financiamento e comércio de produtos agrícolas, com destaque para a exportação de café e soja.

A proposta da Noble tem praticamente os mesmos termos da oferta feita pelo grupo francês Louis Dreyfus Commodities (LDC) no final de junho, que previa aporte de US$ 33,5 milhões. O diferencial é o valor referente à multa que a Agrenco teria de pagar a LDC pelo abandono do acordo. No entanto, a companhia indicou que seguirá negociando com o grupo francês.

Ante da abertura dos negócios, o book de oferta apontava proposta de compra de ações da Agrenco por R$ 1,8, preço 28,5% maior do que o registrado no encerramento da terça-feira.

As ações da companhia que atua no agronegócio quase viraram pó depois que os controladores foram presos em operação da Polícia Federal (PF).

(Valor Online)