Tamanho do texto

Bancos centrais na Ásia e na Europa injetaram ontem conjuntamente US$ 50 bilhões nos mercados monetários, depois que mais instituições financeiras tiveram problemas nos EUA e na Europa. A percepção de aumento do risco de quebra manteve esses mercados congelados, o que fez com que os bancos centrais do Japão (BOJ), Austrália (RBA), Reino Unido (BoE) e o Banco Central Europeu (BCE) continuassem trabalhando para manter os mercados líquidos.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.