Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

BCE revisa para cima crescimento para zona do euro em 2010

Além de prever que o PIB da região será maior, Banco Central Europeu (BCE) também afirma que inflação será mais alta

EFE |

O Banco Central Europeu (BCE) revisou hoje ligeiramente para cima as previsões de crescimento na zona do euro para 2010, mas para baixo as para o próximo ano. O presidente do BCE, Jean-Claude Trichet, disse em entrevista coletiva, em Frankfurt, que a entidade prevê agora que a economia da zona do euro cresça em 2010 entre 0,7% e 1,3%. Em março, o BCE tinha previsto um crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) para este ano de entre 0,4% e 1,2%.

A pequena revisão para cima foi feita "devido ao impacto positivo de uma atividade global mais forte em curto prazo". A entidade monetária prevê agora a reativação do PIB em 2011 de entre 0,2% e 2,2% e, por isso, revisou para baixo suas previsões de março (de crescimento de entre 0,5% e 2,5%). A revisão para baixo "reflete principalmente as previsões de demanda interna", disse Trichet.

O BCE prevê uma inflação de entre 1,4% e 1,6% em 2010 e, por isso, também fez uma revisão para cima em comparação com os cálculos de março (de entre 0,8% e 1,6%). A entidade prevê agora para 2011 uma inflação de entre 1% e 2,2%, em comparação com a taxa de entre 0,9% e 2,1% prevista em março.

A previsão para cima da inflação reflete preços em euro mais altos das matérias-primas. O conselho do BCE decidiu hoje manter as taxas de juros para os países que utilizam a moeda única em 1%, como era esperado pelos mercados financeiros. Trichet disse que as taxas de juros se encontram em um nível "adequado" e que, por isso, as deixará neste nível historicamente baixo durante algum tempo. EFE aia/pd

Leia tudo sobre: BCETrichetinflaçãocrescimento do PIBUnião Europeia

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG