O Banco Central Europeu (BCE) reduziu suas projeções para o crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) da zona do euro este ano e no próximo, ao mesmo tempo em que elevou as estimativas para a inflação harmonizada. Segundo o presidente da instituição, Jean-Claude Trichet, as projeções de preços mais altas se devem à elevação dos custos de energia e alimentos.

A projeção para o crescimento do PIB em 2008 foi reduzida para entre 1,1% e 1,7%, ante estimativa feita em junho de 1,5% a 2,1%. Para 2009, a estimativa foi alterada para expansão entre 0,6% e 1,8%, de previsão anterior de 1,0% a 2,0%.

Para a inflação medida pelo índice harmonizado de preços ao consumidor (HICP, na sigla em inglês), a previsão do BCE este ano é de entre 3,4% e 3,6%; ante estimativa em junho de entre 3,2% e 3,6%. Para 2009, o BCE projeta inflação entre 2,3% e 2,9%. Em junho, a autoridade monetária previa 1,8% a 3,0% de inflação no próximo ano. As informações são da Dow Jones.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.