Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

BCE prevê contração econômica na eurozona em 2009

SÃO PAULO - O presidente do Banco Central Europeu (BCE), Jean-Claude Trichet, admitiu hoje que espera que o Produto Interno Bruto (PIB) da zona do euro apresente uma contração em 2009. É a primeira vez em dez anos que a autoridade monetária projeta um encolhimento da economia.

Valor Online |

Ele observou, contudo, que há sinais claros de moderação na inflação, sustentando que o BCE seguirá alerta para garantir a estabilidade de preços no médio prazo.

As observações foram feitas depois de a autoridade monetária européia definir um corte de 0,75 ponto na taxa de juro, para 2,5%. Desde a introdução do euro em 1999, o BCE nunca tinha feito corte na taxa de juro de mais de 0,5 ponto percentual.

"Desde a nossa última reunião (em novembro), aumentou a evidência de que as pressões inflacionárias estão diminuindo e, olhando à frente, as taxas de inflação devem ficar em linha com a estabilidade de preços, apoiando o poder de compra. O declínio nas taxas de inflação se deve principalmente à queda nos preços da commodity e a uma desaceleração significativa na atividade econômica", declarou Trichet.

A previsão da equipe da autoridade monetária européia é de que a inflação anual fique entre 3,2% e 3,4% em 2008 na zona do euro e recue para 1,1% a 1,7% no próximo ano. Em 2010, deve situar-se entre 1,5% e 2,1%.

Para o PIB, a estimativa para este ano é de crescimento real entre 0,8% e 1,2%. Em 2009, a economia deve ficar próxima da estagnação mas pode recuar até 1%, com recuperação prevista para 2010, quando a expansão deve ser de 0,5% a 1,5%.

(Valor Online, com agências internacionais)

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG