O Banco Central Europeu (BCE) injetou nesta quinta-feira 25 bilhões de euros no fluxo monetário da Eurozona para acalmar as tensões ligadas à crise bancária e financeira.

A participação foi forte: 43 bancos solicitaram créditos por um total de 49,3 bilhões de euros.

Paralelamente, o BCE concedeu - como estava previsto - 40 bilhões de dólares como parte de uma ampla ação coordenada com o Federal Reserve (banco central americano) e outros grandes bancos centrais, como o da Inglaterra e o do Japão.

Os pedidos, apresentados por 61 bancos, totalizaram mais de 101 bilhões de dólares, segundo um comunicado do BCE aos mercados.

ilp/fp

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.