Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

BCE estuda redução de taxas de juros para impulsionar crescimento econômico

Frankfurt (Alemanha), 6 nov (EFE).- O Conselho do Banco Central Europeu (BCE) começou hoje em Frankfurt sua reunião para tratar da política monetária e na qual se espera uma redução das taxas de juros em 0,5 ponto percentual, para 3,25%.

EFE |

Os mercados financeiros prevêem que o principal órgão executivo do BCE diminuirá a taxa, pela segunda vez em um mês, para o nível mais baixo desde outubro de 2006 para impulsionar o crescimento econômico dos países que compartilham o euro.

Taxas de juros mais baixas barateiam o crédito para empresas e consumidores e contribuem com o impulso da reativação econômica.

A fraqueza das últimas informações econômicos conhecidas e a queda do preço do petróleo, que reduz as pressões inflacionárias, apontam para um relaxamento da política monetária.

O barril de petróleo Brent, de referência na Europa, para entrega em dezembro era negociado em Londres a US$ 60,66 após a abertura da negociação, muito abaixo do recorde dos US$ 147 do último mês de julho.

O índice de gerentes de compras do setor manufatureiro da zona do euro caiu em outubro para 41,3 pontos, em compração aos 48,3 pontos de setembro.

A inflação anualizada da zona do euro diminuiu 0,4 ponto percentual em outubro, para 3,2%, a taxa mais baixa desde janeiro e m comparação ao 4% de julho e agosto, indica o cálculo preliminar do escritório de estatística europeu Eurostat.

No entanto, o aumento dos preços nos países que compartilham o euro ainda está muito acima do nível que o BCE considera adequado para manter a estabilidade de preços, uma taxa próxima, mas sempre abaixo de 2%.

Os mercados prevêem também que o Comitê de Política Monetária do Banco da Inglaterra reduzirá as taxas de juros, atualmente em 4,5%.

Em Frankfurt, o BCE anunciará a decisão sobre as taxas de juros às 10h45 (horário de Brasília).

A partir das 11h30 (horário de Brasília), o presidente da entidade, Jean-Claude Trichet, dará, em entrevista coletiva na sede do BCE, detalhes sobre suas perspectivas econômicas para a área e sua avaliação sobre a situação dos mercados financeiros.

Trichet antecipou no final de outubro, em Madri, que o Conselho de Governo do banco europeu "possivelmente" voltará a reduzir o valor da moeda na reunião de novembro.

O principal diretor do BCE também reconheceu que as perspectivas de crescimento na zona do euro em médio prazo "não oferecem um panorama muito positivo", e acrescentou que o BCE espera que continue um período "absolutamente intenso" de turbulências financeiras. EFE aia/fh/fal

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG