Por Marc Jones FRANKFURT (Reuters) - O Banco Central Europeu (BCE) deve promover um forte corte da taxa de juro nesta quinta-feira, depois da impressionante redução anunciada pelo banco central da Suécia.

Os formuladores de política monetária do BCE estarão municiados com uma nova série de estimativas feitas pela equipe da instituição que devem confirmar os sérios problemas que a economia da zona do euro enfrenta neste momento. Isso também deve encorajar a tradicional conservadora diretoria do BCE a tomar um atitude mais ousada.

As opiniões sobre o tamanho do corte a ser anunciado nesta sessão estão divididas entre o já tradicional corte de 50 pontos-base, o que seria o terceiro corte desta magnitude nos últimos dois meses, e a opção por uma redução de 75 pontos-base ou mais.

Horas antes do anúncio do BCE, o banco central da Suécia decidiu cortar sua taxa básica de juro em 175 pontos-base, para 2 por cento, para tentar evitar que a economia do país entre em recessão.

Mais cedo, o BC da Nova Zelândia reduziu o juro em 150 pontos-base, para 5 por cento, também com o intuito de proteger a economia do país que vem sofrendo por conta da desaceleração global.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.