Banco adverte que, em caso de necessidade, nos próximos anos os estados membros devem aplicar novas medidas para sanear finanças

O Banco Central Europeu (BCE) ameaçou hoje os países da zona do euro de reduzir suas despesas após os milhões de euro injetados em medidas conjunturais.

Em seu relatório de julho, os analistas do BCE afirmam que os diferentes pacotes conjunturais aplicados nos anos de crise de 2008 e 2009 "tiveram um efeito positivo no crescimento da economia".

A entidade adverte sobre o sensível crescimento da dívida dos estados. Por isso, os banqueiros, em seu relatório de julho, afirmam que "esta tendência não pode continuar por muito tempo, já que enterraria no longo prazo a confiança nas finanças públicas".

"A rápida e crível aplicação das estratégias de consolidação" têm um enorme valor, ressalta o relatório do BCE. Para a entidade, os estados europeus devem alcançar pelo menos os objetivos de economia colocados para manter o déficit abaixo de 3% do Produto Interno Bruto (PIB).

O BCE adverte que, em caso de necessidade, nos próximos anos os estados devem aplicar novas medidas para sanear suas finanças públicas

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.