Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

BCE adverte que protecionismo tem efeitos negativos no PIB

Frankfurt (Alemanha), 12 fev (EFE).- O Banco Central Europeu (BCE) adverte que as medidas econômicas protecionistas têm efeitos negativos no crescimento a médio prazo do Produto Interno Bruto (PIB).

EFE |

Em uma análise incluída no boletim de fevereiro, publicada hoje, o BCE alertou que há claros sinais que aumentaram as pressões inflacionárias em algumas regiões do mundo.

Por isso, o banco europeu considerou que isto exige uma vigilância adicional para opor resistência a estas pressões protecionistas no mundo todo.

O BCE detecta estas pressões nas declarações de grandes políticos, assim como nos resultados de pesquisas, sem citar casos concretos.

Recentemente, o presidente rotativo da União Europeia (UE), o tcheco Mirek Topolanek, disse que o maior inimigo do euro é o protecionismo e o individualismo com que alguns Estados da zona do euro estão respondendo à crise econômica e financeira, em alusão à França.

O primeiro-ministro tcheco denunciou ao presidente francês, Nicolas Sarkozy, que lançou um plano de 6,5 bilhões de euros (US$ 8,385 bilhões) de ajuda ao setor automobilístico com a condição de que não haja demissões na França.

A ministra francesa de Economia, Christine Lagarde, se opôs com veemência ao protecionismo e ao nacionalismo no Fórum Econômico Mundial de Davos, mas agora considerou que o plano francês não é protecionista e que o Governo francês deve manter a indústria francesa.

Impor barreiras tarifárias às importações de bens de um país estrangeiro não pode reduzir o aumento dos desequilíbrios externos, na medida em que os condutores fundamentais deste desequilíbrio ainda acontecem, segundo o BCE.

A entidade acrescenta que, de fato, impor tarifas pode ajudar a reduzir desequilíbrios bilaterais em relação a certos países, ao custo de ampliar outros deficits e superavits bilaterais. EFE aia/ma

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG