Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

BC: superávits no ano e em 12 meses são recorde

O esforço fiscal do setor público consolidado - formado pelos dados fiscais do Governo Central (Banco Central, INSS e Tesouro Nacional), Estados, municípios e estatais federais e estaduais - foi recorde no acumulado do ano e nos 12 meses encerrados em agosto. A informação foi divulgada hoje pelo chefe do Departamento Econômico do Banco Central (BC), Altamir Lopes.

Agência Estado |

Segundo ele, o superávit primário acumulado de janeiro a agosto (R$ 108,409 bilhões) é o maior para o período desde o início da série histórica, iniciada em 1991. O superávit primário é a economia que o governo faz para o pagamento da dívida pública e não leva em conta as despesas com juros da dívida.

Outro recorde foi registrado nos 12 meses (R$ 122,347 bilhões), também a maior marca desde 91. O superávit primário do mês de agosto (R$ 10,184 bilhões) é o melhor resultado para os meses de agosto desde 2006, quando o esforço fiscal somou R$ 13,182 bilhões.

A despesa com juros também foi recorde. Segundo Altamir Lopes, o gasto dos oito meses (R$ 119,329 bilhões) e dos 12 meses (R$ 174,972 bilhões) também são os maiores da série para os respectivos períodos.

Com relação ao resultado nominal, o verificado nos oito primeiros meses do ano (R$ 10,921 bilhões) é o melhor resultado desde 1993, quando o déficit nominal somou R$ 2,186 bilhões. No mês, o nominal é o melhor para os meses de agosto desde 2004, quando o resultado ficou negativo em R$ 651 milhões.

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG