Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

BC: projeção do FMI para PIB do Brasil é conservadora

O presidente do Banco Central, Henrique Meirelles, classificou hoje como conservadora a projeção do Fundo Monetário Internacional (FMI) de que o Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro crescerá 3% em 2009. Meirelles, que participa neste momento de audiência pública no Congresso para prestação bimestral de contas do BC, lembrou que a projeção atual do governo brasileiro é de uma expansão da economia de 4% no ano que vem.

Agência Estado |

Segundo ele, uma projeção atualizada deverá ser anunciada no fim deste ano.

Meirelles não deu pistas sobre qual deverá ser a nova previsão, mas repetiu pelo menos três vezes que os 3% do FMI são conservadores. Em certo momento, o presidente do BC chegou a classificar a projeção do FMI como "bem conservadora". Mesmo assim, Meirelles expôs aos parlamentares que a previsão do FMI para o Brasil é bem melhor do que a previsão do órgão para outros países. Segundo ele, o FMI estima que a economia mundial se expandirá 2,2% em 2009. Para os Estados Unidos, o FMI prevê um encolhimento de 0,7% do PIB e, para o Reino Unido, uma retração de 1,3% no próximo ano.

Veículos

Meirelles disse mais de uma vez que o Brasil entra na crise em uma situação melhor do que a de outros países e também melhor do que a do próprio Brasil em crises anteriores. Ele, entretanto, demonstrou preocupação sobre a situação da demanda interna por bens de alto valor agregado, como automóveis.

O presidente do BC disse que o governo tem agido para manter a oferta de crédito para a compra de automóveis e disse que está em permanente contato com as montadoras.

Segundo ele, o que está havendo atualmente é a preocupação dos consumidores em assumir dívidas. "Isso é natural", disse. Ele lembrou que "há semanas" que a palavra crise não sai das manchetes dos jornais.

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG