BRASÍLIA - O Banco Central (BC) aumentou para 5% a projeção de crescimento real do Produto Interno Bruto (PIB) para 2008. A nova estimativa é superior aos 4,8% estimados até junho.

No Relatório Trimestral de Inflação de setembro, divulgado há pouco, a autoridade monetária reitera que o desempenho da atividade econômica continua " robusto " , diante do dinamismo da demanda interna, apesar " da contribuição negativa das exportações líquidas " .

A indústria e as vendas do comércio varejista mantêm-se em expansão frente a 2007, refletindo crescimento do emprego e da massa salarial.

O documento cita ainda a evolução continuada do crédito, o aumento das transferências de recursos do governo, a expansão da lucratividade das empresas, a queda no custo das importações e " a melhora nas condições de financiamento " como fatores a contribuir para uma maior expectativa do PIB no ano.

" A forte expansão dos investimentos reflete o aquecimento da atividade em ambiente de estabilidade econômica " , diz o BC.

(Azelma Rodrigues | Valor Online)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.