O comunicado do Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central usado hoje para anunciar o aumento do juro básico da economia em 0,75 ponto porcentual para 9,5% ao ano diz que a medida dá "seguimento ao processo de ajuste das condições monetárias ao cenário prospectivo da economia, para assegurar a convergência da inflação à trajetória de metas".O texto divulgado nesta noite foi mais curto que o normalmente divulgado pelo BC e diz também que o aumento do juro vai "assegurar a convergência da inflação à trajetória de metas".

O comunicado do Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central usado hoje para anunciar o aumento do juro básico da economia em 0,75 ponto porcentual para 9,5% ao ano diz que a medida dá "seguimento ao processo de ajuste das condições monetárias ao cenário prospectivo da economia, para assegurar a convergência da inflação à trajetória de metas".

O texto divulgado nesta noite foi mais curto que o normalmente divulgado pelo BC e diz também que o aumento do juro vai "assegurar a convergência da inflação à trajetória de metas". Em março, quando o juro foi mantido em 8,75% ao ano, o texto dizia que o comitê avaliava "a conjuntura macroeconômica e as perspectivas para a inflação" e que esse cenário sustentava a manutenção do juro naquele patamar.

A taxa Selic estava em 8,75% ao ano desde 22 de julho de 2009 e a última alta do juro aconteceu em setembro de 2008, quando a taxa subiu de 13% para 13,75%, às vésperas da quebra do banco norte-americano Lehman Brothers. A ata da reunião de abril será divulgada em 6 de maio, próxima quinta-feira, às 8h30, e a próxima reunião do Copom ocorre nos dias 8 e 9 de junho.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.