Tamanho do texto

O juro médio das operações de crédito continua subindo e atingiu, no levantamento preliminar de agosto, o maior nível desde novembro de 2006. Segundo números apresentados hoje pelo Banco Central, o juro médio das operações de crédito aumentou de 39,4% ao ano em julho para 40% ao ano até o dia 13 de agosto.

O porcentual é o mais elevado desde novembro de 2006, quando a taxa estava em 41%.

Nas operações para as pessoas físicas, a taxa passou de 51,4% para 51,9% no período, a maior desde janeiro de 2007, quando a taxa estava em 52,3%. Entre as linhas desse segmento, o juro do cheque especial passou de 162,7% para 165,4% ao ano. Nos empréstimos para as empresas, a taxa subiu de 27,5% para 28,1% no levantamento preliminar de agosto. Nesse caso, o juro é o mais alto desde julho de 2006, quando estava em 28,3%.

A despeito dos juros que não param de subir, o crédito continua crescendo em agosto. Dados preliminares do BC mostram que o estoque dos empréstimos cresceu 1,8% em agosto em levantamento feito até o dia 13. Nas linhas voltadas às empresas, a expansão foi de 2,1% na comparação com julho e nas operações para as famílias, a elevação foi de 1,4%.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.