O Banco da Inglaterra (BoE) votou por unanimidade pela manutenção da política monetária, em meio a um cenário de melhora gradual das condições econômicas e contínuas incertezas em relação aos planos fiscais do país na atual fase de transição de governo. Os nove membros do Comitê de Política Monetária do Banco da Inglaterra deixaram a taxa de referência da economia em 0,5% ao ano, recorde de baixa, pelo 14º mês consecutivo.

O Banco da Inglaterra (BoE) votou por unanimidade pela manutenção da política monetária, em meio a um cenário de melhora gradual das condições econômicas e contínuas incertezas em relação aos planos fiscais do país na atual fase de transição de governo. Os nove membros do Comitê de Política Monetária do Banco da Inglaterra deixaram a taxa de referência da economia em 0,5% ao ano, recorde de baixa, pelo 14º mês consecutivo. <p><p>O BC inglês também não alterou o programa de flexibilização monetária quantitativa de compra de 200 bilhões de libras, mantendo-o suspenso. O programa foi interrompido em fevereiro. Mas o banco central destacou que poderá retomar o programa se houver outro choque sério de demanda na economia ou se as contenções fiscais forem maiores ou tiverem impacto negativo superior ao esperado.<p><p>Com a proximidade das eleições gerais, a serem realizadas em 6 de maio, todos os maiores partidos políticos defenderam corte do déficit orçamentário do Reino Unido, uma necessidade para proteger o rating de crédito AAA do país, mas ainda não detalharam como pretendem fazê-lo. Tais detalhes são vitais para que o banco central inglês decida sobre as perspectivas econômicas de médio prazo e manipule a política monetária de acordo com elas. As informações são da Dow Jones.
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.