O Banco Central indiano anunciou nesta quarta-feira a injeção de 400 bilhões de rúpias suplementares (8,25 bilhões de dólares) no sistema financeiro do país, graças à nova baixa das taxas de reservas obrigatórias dos bancos, diante da crise financeira mundial.

"Esta medida vai liberar mais liquidez no sistema, da ordem de 400 bilhões de rúpias", indicou um comunicado do instituto monetário em Mumbai.

Concretamente, o banco central reduziu para 6,5% a taxa das reservas obrigatórias, ou seja, a soma de dinheiro que os bancos comerciais devem guardar de reservar, para facilitar o acesso ao crédito que pesa sobre o consumo e os investimentos das empresas, primeiros motores do crescimento indiano.

Semana passa, o banco central já havia injetado exatamente da mesma forma 600 bilhões de rúpias (12,3 bilhões de dólares) no sistema financeiro da terceira economia da Ásia, considerando "a evolução da situação de liquidez na Índia e no mundo".

sal-nr/lm

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.