Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

BC faz leilão, mas dólar segue acima de R$ 2,30

O dólar comercial reduziu a apreciação do dia sobre o real nesta tarde, por volta das 15 horas, quando era negociado a R$ 2,296, em alta de 0,09% - em comparação, pela manhã a moeda americana chegou a sair por R$ 2,330 (avanço de 1,57% sobre a cotação de encerramento dos negócios ontem). Pouco depois, porém, voltava a subir 0,61%, a R$ 2,308.

Agência Estado |

A resistência da moeda acima dos R$ 2,30 e provavelmente algum fluxo negativo pontual levaram o Banco Central a fazer um leilão de venda de moeda, a segunda operação deste tipo no ano. "Deve haver algum fluxo negativo pontual identificado pelo BC", disse um operador. O BC vendeu a moeda à taxa de corte de R$ 2,3038. Mesmo assim, às 15h53, o dólar comercial valia R$ 2,32, em alta de 1,13%. Na BM&F, o dólar negociado à vista tinha taxa de R$ 2,318 (+0,96%).

A desaceleração das cotações no início da tarde refletiu em parte a ligeira melhora da liquidez no mercado após a venda hoje pelo BC em leilão com recompra futura de US$ 500 milhões. Do lado externo, pesou favoravelmente os leves ganhos exibidos pelos índices Nasdaq e S&P-500, da Bolsa de Nova York. O mercado de ações reage à recuperação dos preços das matérias-primas, disse o operador de câmbio José Roberto Carreira, da Fair Corretora.

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG