Tamanho do texto

A conta corrente do balanço de pagamentos registrou, em fevereiro, déficit de US$ 3,251 bilhões, segundo dados divulgados hoje pelo Banco Central (BC). O resultado superou as expectativas dos analistas, que previam déficit entre US$ 1,8 bilhão e US$ 3 bilhões.

O resultado do mês passado foi influenciado diretamente pelo déficit em serviços e rendas, que atingiu US$ 3,872 bilhões. Esse valor foi parcialmente compensado pelo superávit de US$ 394 milhões da balança comercial e também pelas transferências unilaterais correntes, que registraram ingresso de US$ 227 milhões.

No acumulado de janeiro a fevereiro de 2010, a conta corrente registra déficit de US$ 7,092 bilhões. Esse valor é resultado de um déficit de US$ 7,824 bilhões na conta de serviços e rendas e de superávits de US$ 228 milhões na balança comercial e de US$ 504 milhões nas transferências unilaterais.

No acumulado dos 12 meses encerrados em fevereiro, as transações correntes registram déficit de US$ 28,051 bilhões, o equivalente a 1,66% do Produto Interno Bruto (PIB).

IED

O Investimento Estrangeiro Direto (IED) no Brasil somou US$ 2,849 bilhões em fevereiro, segundo os dados do BC. No acumulado do primeiro bimestre, o ingresso de investimentos produtivos atingiu US$ 3,639 bilhões e, nos 12 meses encerrados em fevereiro, US$ 25,689 bilhões, o correspondente a 1,52% PIB.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.