As novas medidas para preservar a liquidez dos bancos, anunciadas esta manhã pelo Banco Central, devem manter R$ 13,2 bilhões no sistema financeiro nacional, evitando que esses recursos sejam recolhidos junto à autoridade monetária. O cálculo é do próprio BC.

Segundo avaliação da instituição, as novas datas do cronograma de implementação do compulsório sobre depósitos de empresas de leasing (arrendamento mercantil) devem adiar o recolhimento adicional de R$ 8 bilhões nesse segmento. A outra medida, que triplica o valor a ser deduzido do cálculo da exigibilidade adicional sobre depósitos à vista, à prazo e poupança, vai evitar que bancos recolham outros R$ 5,2 bilhões ao BC.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.