Tamanho do texto

O diretor do Banco Central chinês, Zhu Xiaochuan, indicou neste domingo que a China não deve subestimar o impacto da crise financeira mundial, mas conta com uma economia forte o bastante para superá-la.

"O atual ajuste dos mercados financeiros é o resultado inevitável de contradições que se acumularam durante um longo período", estimou Zhu em uma reunião no Congresso.

O diretor do BC chinês disse ainda que a instituição continuará adaptando suas taxas de juros, com o objetivo de manter um nível satisfatório de liquidez nos mercados, em declarações citadas no site do Parlamento da China.

"Manteremos a estabilidade fundamental do tipo de câmbio do yuan", concluiu.

sai/ap

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.