De cada R$ 100 em financiamentos da casa própria, R$ 95 têm origem nas operações que usam recursos direcionados, como a poupança

selo

De cada R$ 100 em financiamentos da casa própria, R$ 95 têm origem nas operações que usam recursos direcionados, como a poupança. O volume restante, de apenas R$ 5, vem dos recursos disponíveis nos bancos, o chamado crédito livre. O dado consta de relatório inédito divulgado hoje pelo Banco Central (BC).

De acordo com o levantamento, empréstimos ao setor habitacional somavam R$ 120,65 bilhões em agosto - último dado disponível. Desse montante, exatos 95% ou R$ 114,67 bilhões vieram das operações com recursos direcionados. A principal fonte desses recursos é a caderneta de poupança que, pelas regras atuais, tem 65% dos saldos destinados ao financiamento da casa própria via Sistema Financeiro de Habitação (SFH).

A parcela com recursos livres é de apenas R$ 5,98 bilhões ou 5% de todas as operações existentes de crédito para a compra de imóveis. O dado divulgado pela primeira vez hoje mostra ainda que, a despeito do apetite dos bancos em aumentar a participação no segmento de crédito imobiliário - inclusive com a oferta de recursos próprios -, a fatia do segmento livre segue estável, perto de 5% desde o início do estudo, em dezembro de 2008. Naquele mês, a fatia dos recursos livres era de 5,6%. Desde então, tem oscilado entre 4,8% e 5,4% de todo o crédito imobiliário concedido às pessoas físicas.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.